• manurosa3011

56° CAFÉ LITERÁRIO – “OLHAI OS LÍRIOS DO CAMPO”, DE ÉRICO VERÍSSIMO

Por Manuela B.R. do 1 ADM B/IFFARSVS


(Imagem de capa do evento retirada do Facebook)



No último domingo de 2020, dia 27 de dezembro, foi realizado, em plataforma virtual, o 56° Café Literário, debate esse que teve como tema o livro Olhai os Lírios do Campo, obra de Érico Veríssimo.

O evento ocorreu das 15 às 17:30 horas e foi organizado pelo Café Literário – SP, um clube de literatura idealizado e efetivado pela professora Janaina Soggia com a intenção de levar o seu conhecimento e reflexões literárias ao público leitor, e era realizado mensalmente na Biblioteca Mário de Andrade (Centro de São Paulo-SP). Porém, com o surgimento da pandemia e do distanciamento social, é utilizada a plataforma Teams como ponto de encontro online.

Nós, do Projeto de Letramento Literário, assistimos à esse encontro, assim como diversos espectadores e leitores que comentaram suas visões e sentimentos pela obra.




Sobre a Obra


(Imagem da capa da obra retirada da internet)



Olhai os Lírios do Campo é um romance fictício escrito por Érico Veríssimo, em 1938, e foi a obra que trouxe um maior prestígio ao autor, com uma grande popularidade (negativa, em relação aos críticos) que fez com que os livros anteriores do escritor começassem a serem procurados mais frequentemente.

A obra conta a história de Ernesto, um jovem pobre que se envergonha de suas raízes, mas consegue se formar em medicina. Então, ele conhece, se apaixona e vive um romance com Olívia, uma jovem humilde, equilibrada e de bom coração, mas por arrogância de Ernesto, eles se separam e ele se casa com outra mulher, por puro interesse. Anos depois, ele descobre que seu antigo amor está morrendo, e ele corre para ter a chance de vê-la pela última vez.


O Encontro


(Capturas de tela retiradas ao decorrer do encontro)



O encontro iniciou-se e logo contou com a presença de mais de cinquenta pessoas, sendo eles participantes, leitores da obra ou apenas espectadores. A professora começa comentando o seu significativo passado com Olhai os Lírios do Campo – tendo lido-o quatro vezes na sua adolescência – e com os demais livros de Érico Veríssimo, marcando o início de sua vida como leitora.

Enfim, com o assunto introduzido, a curadora do debate compartilha os slides que a mesma montou e fala um pouco mais sobre quem foi Érico Veríssimo: sua vida e trajetória como indivíduo e escritor, contando sobre sua família, local de origem (Rio Grande do Sul, como eu, que estou escrevendo esse post), trabalhos, obras que escreveu ao decorrer do tempo e fases literárias. A professora comenta, também, a visão negativa que o autor tem por Olhai os Lírios do Campo, um de seus primeiros livros, o mesmo discutido nesse encontro. Acontece que Veríssimo havia resolvido reler a obra trinta anos depois de publicada, e a achou um pouco falsa e com um romance um tanto exagerado, pensamento esse que muitos dos leitores que assistiam ao debate compartilharam com o escritor.

Em seguida, é apresentado o enredo da obra, falando principalmente sobre o personagem principal, Eugênio, e toda a sua transformação que ocorre ao decorrer da história. Logo após, os participantes comentam sobre certos personagem que fazem parte da trama e sobre a trama em si, dessa forma, até o encontro se encerrar, as relações afetivas entre os leitores e o romance são colocadas em pauta, com os participantes expondo o momento de suas vidas e o que ocorriam nelas quando leram o livro, assim como seus sentimentos que vinham à tona com essa leitura.

Por mais que eu não tivesse lido o romance e só assistido apenas parte do debate ao vivo (assisti o debate inteiro por vídeo, depois), foi muito interessante de escutar as experiências das pessoas e suas opiniões sobre a obra, e consegui entender boa parte da história apenas com os comentários dos participantes e slides da professora. O mais memorável do encontro foi, sem dúvidas, o fato de muitos leitores terem usufruído dessa literatura quando eram adolescente ou jovem adultos e terem uma visão apaixonante sobre o livro, mas no momento atual, terem o relido e, enfim, o enxergarem de uma forma distinta em relação à juventude. De modo geral, foi um debate divertido e gostoso de se assistir, muito bem receptivo e recheado de ideias.


O próximo Café Literário ocorrerá no dia 31 de janeiro de 2021, às 15 horas, e nele debaterão sobre o livro Eu Sei Porque o Pássaro Canta na Gaiola, de Maya Angelou. Vale a pena dar uma olhada nesse encontro, mesmo que você não leia o livro, pois aprenderá bastante sobre a autora e a história que a obra conta.

Muitas das informações desse post foram tiradas do Facebook da página do Café Literário - SP, vale a pena dar uma olhada no trabalho da professora Janaina Soggia e participar dos debates com essa galera!


Facebook:

https://www.facebook.com/cafeliterariosp

Gravação da live:

https://www.youtube.com/watch?v=KKUR_zDaZVo&feature=youtu.be


Valeu por chegar até aqui! Até a próxima!

0 visualização0 comentário

© 2023 por Amante de Livros. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • Branco Ícone Google+