Paródia "E agora José?"

Atividade realizada em aula a partir da análise de vários poemas do poeta Carlos Drummond de Andrade


Poema de João Lucas Sarturi

José

E agora José?

O baile terminou,

O borracho apagou,

A prenda sumiu,

O trago acabou,

E agora, José?

Tu que é Jaguara,

Que incomoda os outros,

Tu que faz fiasco,

Que dança, será?

Bah... e agora José?




Está sem guria,

Está sem auto,

No bolso não tem nenhum pila,

Já não pode matar,

Já não pode cortar,

Vender já não pode

Tu ta só pelo gole,

A noite congelou,

Frio de renguear cusco,

Não trouxe o teu pala,

e agora, José?




E agora, José?

Tua trova,

Tuas voltas de cavalo,

Teu churrasco e cerveja,

Teu boi e teu laço,

Teu lenço vermelho,

Tua bombacha larga,

Teu facão, - E agora?



Com a chave na mão,

Quer abrir o galpão,

Não existe galpão,

Quer morrer no bar,

Mas o bar fechou,

Quer ir pra Porto Alegre?

Porto Alegre não há mais,

José, e agora?




Sozinho no escuro,

Igual bicho do mato,

Sem tuas parceira

Para se arriar,

Sem o cavalo véio,

Que fuja do galope,

Loco de faceiro,

Tu marcha, José!

José, para onde?


Obs: Imagens da rede de internet.


0 visualização

© 2023 por Amante de Livros. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • Branco Ícone Google+