Resenha do livro "Orgulho e Preconceito"

Livro: Orgulho e Preconceito

Autor(a): Jane Austen

Data de primeira publicação: 23 de dezembro de 1815.


Conhecido como um dos maiores sucessos de Jane Austen (1775-1817), Orgulho e preconceito foi escrito a mais de duzentos anos atrás, porém a maneira como a história foi exposta ainda prende a atenção dos leitores. Destacou-se pela ironia presente em suas obras, criticando o fato de que para a sociedade provinciana a única forma de ascender socialmente era o casamento. Para conseguir publicar seus textos, teve que fazer uso de um pseudônimo de “Uma Senhora”.

O romance passa-se em um local fictício situado na Inglaterra, a aldeia de Meryton. Nesse local, residiam pessoas consideradas “caipiras” pela alta sociedade de Londres, apesar disso algumas famílias almejavam um lugar nesse círculo social tão restrito. A forma mais comum de adquirir pretendentes era frequentar os bailes, onde as moças deviam se destacar por seu porte e leveza, além de ter que apresentar todas as suas prendas, tal como bordar, cantar, tocar piano e recitar poesias.

Entre aqueles que buscavam ascender socialmente estava a Sra. Bennet. Ela se encontrava em uma busca frenética, seu objetivo principal era arranjar um bom casamento para suas cinco filhas: Jane, Elizabeth, Mary, Kitty e Lídia. O Sr. Bingley, um jovem solteiro e rico, aluga uma mansão próxima aos Bennet, esse fato logo é visto como uma oportunidade para todas as moças solteiras da região. Além disso, ele veio acompanhado de um amigo, o Sr. Darcy, que era conhecidamente rico, mas também era visto como carrancudo e desagradável.

Elizabeth Bennet é a protagonista dessa obra tão fascinante, ela é descrita como audaciosa, inteligente e vivaz. Essas características a fazem ser a filha que o Sr. Bennet mais admira, por isso tende a desejar que ela arrume um casamento melhor, com um homem bondoso e que a faça feliz. Jane, considerada por muitas a mais bela das irmãs, logo conquista o interesse do Sr. Bingley, não só por sua aparência, mas também por causa de sua bondade e graça.

Ao contrário do casal anterior, Elizabeth e o Sr. Darcy não conseguiam se entender, este último era visto com desprezo por todos os Bennet. Apesar disso, no decorrer do livro o jovem Darcy mostra-se caridoso para com essa excêntrica família, deixando claro que seu mau humor habitual escondia uma pessoa de caráter extraordinário.

Uma história que retrata as adversidades enfrentadas pelas mulheres do século XVIII, com um ênfase para aquelas que não tinham tantas posses. Um romance que, apesar de crítico e condizente para a época, mostra o amor sendo construído através de gestos e ações.




17 visualizações

© 2023 por Amante de Livros. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • Branco Ícone Google+